RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Visita do Prof. Aminou Mohamadou, da Université de Reims, na França

Entre o fim de Agosto e o início de Setembro, a Universidade Tiradentes está recebendo o professor Aminou Mohamadou, da Université de Reims, na França, como pesquisador convidado. Dada a enorme simpatia do professor e o apreço deste pela cooperação internacional acadêmica e pela internacionalização da pesquisa universitária, a Coordenação de Relações Internacionais organizou um encontro com o professor para debater sobre estes assuntos e para tornar público à comunidade acadêmica da Universidade Tiradentes as reflexões do Monsieur Mohamadou.

Através de três perguntas realizadas pelos membros da Coordenação de Relações Internacionais, o professor contou a impressão que teve da Universidade Tiradentes, de Sergipe e do Brasil.

Ao ser perguntado sobre a sua percepção de nossa universidade, com destaque para nossos laboratórios, o professor enfatizou a grandeza e a infraestrutura da Universidade Tiradentes e salientou a qualidade de nossos laboratórios químicos, comparáveis às grandes universidades mundiais, com equipamentos de alta qualidade.

Em seguida, o professor deu sua opinião sobre a pertinência da cooperação Brasil-França na academia, na ciência e na tecnologia. “Si elle n’était pas pertinente, Je ne serais pas là!” – se ela não fosse pertinente, eu não estaria aqui! – respondeu o professor Aminou. Assim, ele ressaltou a cooperação trilateral feita por professores da UNIT com ele, em Portugal, o que foi fundamental para a vinda dele ao Brasil. Para o professor, todas colaborações acadêmicas e científicas sempre importam. Segundo ele, não existem barreiras na ciência e na produção de conhecimento.

Por fim, o processo de internacionalização foi destacado. A Universidade Tiradentes vem passando por tal processo e o professor enfatizou a importância da pesquisa para isso. Para ele, uma instituição que se abre para o exterior jamais será pequena. Encontrar pesquisadores no Brasil foi algo muito engrandecedor para o seu trabalho acadêmico, declarou Aminou. É uma “família” de pesquisadores e docentes que apenas cresce quando isso ocorre. Assim, internacionalizar-se, para o professor, é um grande passo para o futuro de uma instituição de ensino superior. Mas o que o docente da Université de Reims mais enfatiza que seja transcrito do que ele diz em nossa entrevista é o acolhimento e a simpatia do povo brasileiro e sergipano em recebê-lo.

Pela primeira vez no Brasil, o professor já visitou Brasília, Rio de Janeiro, Salvador, Laranjeiras e Aracaju. Aminou Mohamadou está fascinado com o acolhimento das pessoas de nosso país e da Universidade Tiradentes. Assim, internacionalizar-se, para o professor, é um grande passo para o futuro de uma instituição de ensino superior.

 

Teste Eventos

Relações Internacionais

  • +55 (79) 3218-2284